Ultimas Novidades

Biometria facial para animais

Reconhecimento facial aplicado a humanos já não é novidade, principalmente para aqueles que viajam frequentemente e utilizam o passaporte eletrónico para passar as fronteiras nos aeroportos. 


Grandes empresas recorrem a este tipo de tecnologia por diferentes motivos, quer seja no controlo de acesso ou para marcação de ponto, mas este tipo de inteligência artificial pode ser bastante útil também para animais de estimação! Com dúvidas? Nós explicamos com exemplos.


O reconhecimento facial baseia-se na ligação de pontos na face, normalmente em humanos, mas várias empresas já mostraram que é possível fazê-lo também em animais. Esta é a mais recente iniciativa no combate ao número de animais de estimação perdidos. 


Gatos e cães podem percorrer centenas, senão milhares de quilómetros, assim que encontram uma janela ou porta aberta, por isso, algumas empresas têm vindo a criar aplicações que permitem aos donos encontrar o seu animal de estimação perdido. 


É o exemplo da Petz, uma loja brasileira de produtos animais que lançou agora este sistema gratuito, sendo apenas necessário registar-se “com o cadastro na plataforma do tutor e do pet, e utilizar a câmera do próprio celular para fazer o reconhecimento facial do animal, que ficará arquivado na plataforma” - Exame


A líder mundial no mercado da alimentação animal - MARS Petcare - lançou também em 2021 a aplicação ForPaws nos Estados Unidos, em Atlanta, e a plataforma Petco Love Lost como uma plataforma que providencia este serviço de salvamentos dos animais de estimação. 


A DIMEP dispõe de diferentes opções para a sua empresa estar também na vanguarda da biometria facial, descubra-as aqui


.